O FESTIVAL

16º FESTIVAL TAGUATINGA DE CINEMA

O que fazer para resgatar nossa potência de conexão com as forças do mundo? Como restabelecer os elos vitais, a capacidade de estar à espreita das brechas, das fissuras que nos permitirão rachar o nosso presente sinistro, claustrofóbico e de índole fascista? É para dar asas a este desafio lançado pelas circunstâncias ao pensamento contemporâneo que o Festival Taguatinga de Cinema volta à arena presencial e abre inscrições para a sua 16º edição.

Queremos saber o que captaram as antenas dos nossos cineastas no confinamento imposto pela pandemia, o que viram seus olhos ao posicionar as câmeras para o horizonte e para dentro. Que formas de vida e modos de persistência e resistência animam os filmes gerados no contexto da crise sanitária, sob a ação necropolítica de deixar morrer os mais vulneráveis e submeter populações inteiras à condição de mortos-vivos. Que filmes brotaram na contracorrente da insensatez e do impulso destruidor que vão tornando escassos os meios de vida na Terra.

Como dispositivo de luta, o 16º Festival Taguatinga de Cinema vai selecionar curtas nacionais para dar a ver ao público o panorama das sensibilidades coletivas emergentes e das novas coreografias políticas, as linhas de força e fuga construídas sob o assombroso tsunami político para neutralizar seus mecanismos de desvitalização social e a incubação de paixões tristes em nossos corpos.

Essa edição é marcada também pela abertura aos filmes voltados às infâncias. Produções que sensibilizem desde cedo e estimulem a amplitude do olhar, ressonâncias, faíscas de inspiração. Gestos audiovisuais que se distanciem das práticas de captura e se aproximem de expansões imaginárias.

Ao fazer circular perspectivas, energias e afetos revolucionários através do cinema brasileiro de curta-metragem, afirmando a pluralidade de mundos e o direito à diferença, o FesTaguá busca fortalecer novos protagonismos e aspirações, provocando deslocamentos, transgressões de limites e acontecimentos subjetivos capazes de amplificar a nossa potência de conexão e a plasticidade criadora.

*O prazo de inscrição dos curtas termina em 4 de junho e terá o limite de 500 filmes inscritos.