A cada edição, o Festival homenageia personalidades relevantes do universo artístico e cultural de Taguatinga. Conheça a seguir os homenageados da edição de 2017.


Chico Simões é mamulengueiro, educador comunitário, ator, mágico, palhaço e ventríloquo. Desde 1983, viaja pelo mundo convivendo e aprendendo com mestres de várias tradições culturais. Seu grupo, o Mamulengo Presepada, começou a atuar no Distrito Federal em 1985, depois de três anos viajando na companhia do amigo Carlinhos do Babau, do Carroça de Mamulengos. Ao longo desses anos, Chico fez milhares de apresentações, no Brasil e em mais de 20 países, e teve seu trabalho reconhecido com vários prêmios. A instalação do centro cultural Invenção Brasileira, coordenado por ele, no Mercado Sul, em Taguatinga, marcou profundamente esta trajetória, permitindo o desenvolvimento de inúmeros projetos com viés social e educativo, que dialogam com a economia solidária, a cultura digital e os fundamentos das culturas populares e tradicionais.

Tetê Alcândida
“Menina, você é uma artista!” ouviu Tetê Alcândida de um palhaço de circo que lhe encomendara o conserto de um par de sapatos, surpreso com o resultado. “Eu acreditei no que ele me disse e não parei mais”, conta Tetê. O ofício de sapateira ela aprendeu com um tio e a fazer bonecas de pano, com a avó. Criativa e habilidosa com trabalhos manuais, Tetê Alcândida – natural de Novo Brasil, Goiás, e residente em Taguatinga desde 1991 – logo se viu fazendo sapatos, figurinos e cenários para grupos teatrais, circenses e folclóricos locais, nacionais e internacionais. Cenógrafa do Maior São João do Cerrado (Ceilândia) por 10 anos e uma das fundadoras do bloco carnavalesco Mamãe Taguá, Tetê é uma das fundadoras do Armazém do Ofício, loja de economia solidária, localizada em Taguatinga Norte, fruto da associação de mais de 20 mulheres na produção de artes e ofícios do Distrito Federal e entorno que valoriza os fazeres e o empoderamento de jovens e mulheres de todas as idades na geração de uma economia sustentável e práticas solidarias.